Depois de nove anos e uma viagem de cerca de 5 bilhões de quilômetros, a sonda robótica a caminho de Plutão, New Horizons, da NASA, despertou de sua hibernação e prepara-se para um sobrevoo sem precedentes em Plutão e outros corpos celestes do Cinturão de Kuiper.

Às 15h no sábado, um despertador pré-programado despertou a New Horizons do seu modo de hibernação. Devido à extrema distância, a NASA recebeu a confirmação somente 6 horas mais tarde.

Em cerca de seis semanas, em 15 de janeiro de 2015, a sonda começará suas observações científicas do planeta anão Plutão e de uma ou duas de suas luas, localizadas no cinturão de Kuiper, dependendo das que estão em melhor posição para serem exploradas.

A sonda fará sua maior aproximação de Plutão em 14 de julho de 2015. Ela não será posta em órbita em torno do planeta anão. Os planejadores da missão dizem que há duas razões para isso:

O primeiro é um motivo de engenharia. Para chegar a Plutão (que está a 5 bilhões de quilômetros da Terra) em apenas 9,5 anos, que é o caso da New Horizons, a sonda deve viajar muito, muito rapidamente. Como resultado, ela vai passar por Plutão a uma velocidade de cerca de 43.000 km/h. Para entrar em órbita, os operadores teriam de reduzir essa velocidade em mais de 90%, o que exigiria mais de 1.000 vezes o combustível que a sonda pode carregar.

A segunda razão é científica: Se nós parássemos para entrar em órbita, não seríamos capazes de continuar a explorar o Cinturão de Kuiper!

New Horizons desperta para começar missão em Plutão

A missão de U$ 700 milhões tem os seguintes objetivos :

  • Mapear a composição e as temperaturas da superfície de Plutão e de Caronte
  • Caracterizar a geologia e a morfologia de Plutão e Caronte
  • Caracterizar a atmosfera neutra de Plutão e sua taxa de escape
  • Procurar por uma atmosfera em torno de Caronte
  • Pesquisar por anéis e satélites extras em torno de Plutão
  • Conduzir investigações similares de um ou mais objetos do Cinturão de Kuiper

A missão New Horizons está prevista para durar até 2026.