Japão: As vendas de ‘máscaras usadas por mulheres’ parecem estar em ascensão

Japão: As vendas de ‘máscaras usadas por mulheres’ parecem estar em ascensão

É sabido que no Japão (e em outras partes do mundo) existe um mercado bastante peculiar, focado na venda de roupas usadas. Uma variedade de roupas usadas por homens e mulheres (quase inteiramente mulheres) pode ser encontrada em sites de marketing online, desde meias, calcinhas e sutiãs. Mas os tempos de pandemia também trazem consigo novas “opções de negócio”, e viram nascer o “mercado das máscaras usadas”.

Quase no mesmo nível da calcinha, a máscara atualmente é um acessório que passa a maior parte do dia fora de casa, mantendo contato próximo com a boca e a respiração do usuário. Pode não ser a mesma sensação de ter nas mãos uma peça de roupa que estava na virilha de outra pessoa, mas é definitivamente que alguém se interessaria por ela, apesar do risco para a saúde que isso acarreta.

“O artigo de hoje é uma máscara usada por uma mulher por dois dias. Inclui vestígios de maquilhagem. O preço inicial do leilão é de 1.500 ienes (cerca de US$ 13).

Japão: mercado de 'máscaras faciais usadas' parece estar em ascensão

“Houve um pedido para que eu vendesse minhas máscaras usadas, então finalmente farei isso. O preço é de 500 ienes (cerca de 4 dólares) para cada unidade. Se você comprar um lote grande, o preço será menor.

Japão: mercado de 'máscaras faciais usadas' parece estar em ascensão

“Todas as máscaras foram usadas por três dias ou mais. Inclui também vestígios de batom, para os interessados. Vou vender os três por 1.500 ienes (cerca de US$ 13), incluindo o frete. Eu ofereço a eles a possibilidade de cuspir ou urinar na máscara, por um preço mais alto.

Fonte: Otakomu