Revisão | Honzuki no Gekokujou 3 – Capítulo 4

Esta resenha de Honzuki no Gekokujou 3 contém spoilers. Se você não viu o capítulo, recomendamos que você o faça e depois volte para ler a resenha.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

Capítulo 4: Oração da Primavera

Sylvester, o de hábito azul, começa a incomodar Myne, que não resiste muito e se irrita. Ele é parado pelos nobres que acompanham Myne. No dia seguinte eles começam com as orações da primavera, pois devem ir de fazenda em fazenda abençoando uma grande taça para os habitantes daquelas partes. Mas nem tudo são rosas, porque traições e ataques estão na ordem do dia, primeiro com alguns bandidos querendo sequestrar Myne, depois um ataque em seu flutuador e ela ficando sem mana. Ao acordar, eles continuam sua jornada, mas quem são os perpetradores sombrios de tais atrocidades?

Opinião do Capítulo

Um capítulo com um mínimo de ação, não foi um combate espetacular, atende ao mínimo, embora também não seja um anime de ação para fazer isso. A coisa realmente importante são os ataques contra o mouse, então há Sylvester. Isso será discutido mais tarde. Pensando no capítulo, percebo que pode haver várias coisas vazias, ou seja, só são mencionadas sem serem abordadas e outras que não são abordadas de forma direta, talvez nos romances, sim, não sei. Embora a história principal não pareça ser alterada por essas lacunas, construindo um bom enredo, mesmo com secundários que não se destacam tanto, mas que marcam presença (em comparação com as duas primeiras temporadas, apenas o Sumo Sacerdote se destaca fora nisso claramente, Damuel e o outro está lá, sem muito mais câmera cumprindo seu papel). Estamos indo bem, mas acho que pode ser melhorado.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

Aquele com o hábito azul

Sylvester é o nome dele (se não escrevi errado), cabelo azul, hiperativo e aparentemente usa sua posição para se divertir, mas sem tirar vantagem disso (como tirar algo de alguém só porque). No começo ele cai muito mal, justificando-se quando Myne estava em perigo. Ver como ele estava fazendo bullying com o rato estava me deixando com raiva, algo parecido com o que aconteceu comigo no sábado quando vi o que um cara fez com Anya. Sylvester não parece durar muito no palco, embora apareça na abertura quase que principalmente. Eu não vejo que ele tenha acrescentado nada ao capítulo e se ele sair, assim mesmo, ele não contribuiu em nada para a história, exceto que ele falou algo com o Sumo Sacerdote que não sabemos (o que é possível devido ao que comentei sobre as lacunas).

Se ele ficar, só espero que ele não seja tão pesado em Myne, se ele não ficar, espero que algo tenha acontecido porque acho que ele é um personagem interessante para continuar construindo,

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

Myne, você está em perigo!

Qual dos nobres é aquele que cometeu tremendos atos insanos contra um ser em plena infância? Quem toleraria que males tremendos usurassem o desconforto gerado? Com tremendo desdém comento que Myne não merece, com toda a sanidade, tais ações contra sua pessoa, seja nobre ou plebeu. No entanto, é compreensível que tal mana projete medo e desdém, pois a liberdade na alma de um ratinho é incontrolável para quem puxa as cordas de cima. malandros! Infame!, só meu coração consegue escrever. Gerlach, Sylvestre, Patriarca? Quem ameaça a paz? Ou poderia ser o desígnio das mesmas divindades que temem uma mudança de ordem? O tempo dará a resposta, vamos apenas rezar e deixar o rato mais poderoso que o mundo já viu em boas mãos.

Myne é a protagonista, então nada vai acontecer com ela. Embora o mistério me intriga, ele tem inimigos a temer. A propósito, fiquei surpreso com o cavalo bomba, pobre animal. Bem, apenas para o capítulo quatro, ainda faltando.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

You may also like...