Revisão | Honzuki no Gekokujou 3 – Capítulo 2

Esta resenha de Honzuki no Gekokujou 3 contém spoilers. Se você não viu o capítulo, recomendamos que você o faça e depois volte para ler a resenha.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

Capítulo 2: Estadia de inverno e o futuro

Myne fica a partir de agora na Catedral, com os criados que são de certa forma seus amigos, só que com a devida distância, recebendo esporadicamente visitas de seus entes queridos (Lutz e Turi). Mas isso não impede a solidão da menina Myne, que agora deve enfrentar as adversidades do futuro, o presente e os infortúnios de possuir tal quantidade de mana. Existem soluções, mas ele não quer se afastar de sua família, e é por isso que fica fora de controle, embora consiga um acordo com o Sumo Sacerdote, apenas até os dez anos.

Opinião do Capítulo

Um bom capítulo, sem ser excelente, considero-o como um desenvolvimento mais aprofundado dos problemas que foram levantados no capítulo anterior e com os de épocas passadas. Muito texto para alguns, provavelmente sim, querem nos obrigar a ler (através de legendas). Mas me diverte, eles têm um jeito de abordar isso que não me incomoda (muito ao contrário do que aconteceu comigo com Log Horizon em sua terceira temporada, onde seus diálogos pareciam muito pesados). Não espere encontrar ação física, mas espere ação em termos de desenvolvimento de problemas que você possa detectar.

Por outro lado, acho que devemos chamar o FBI, o que aconteceu no final entre o Sumo Sacerdote e Myne me fez pensar assim. Eu sei que não há más intenções em ambos os personagens, ainda me pergunto se não será um fanservice para lolicons. Seja o que for, bom capítulo.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

A solidão de Myne

Onde não se sente confortável, simplesmente se sente sozinho. Não é que “servos” não gostem de Myne, acho que ela seria amiga deles, só que as regras os afastam. Fran não é uma vilã, nem uma personagem desagradável, ela é apenas alguém que cumpre sua missão e que serve de guia para os desconhecidos do mundo nobre. Na minha opinião, ele é um personagem muito bom, embora seu papel entristeça o rato.

Agora imagine um dia vendo o antigo lugar que você ainda ama, só que de longe. O que eles sentiriam? Acho que algo que diz a eles para mantê-la perto, não ir embora. Isso é o que Myne sente, não querendo se separar de seus muito, muito queridos, porque foram eles que a fizeram crescer e a apoiaram desinteressadamente. É por isso que quando Turi sai, Myne sussurra “não vá”. Eu não acho que “costume é mais forte que o amor” se aplica aqui, mas sim um: porque eu te amo, quero você por perto.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

Revolução… à vista?

Algo que me pareceu muito engraçado é que Myne se propôs a fazer as pessoas lerem e escreverem, então se houver mais pessoas que saibam fazer isso, haverá mais livros (acrescentando que os preços de produção dos livros ficaram mais baratos , para o mesmo mouse). Além de estarmos em uma espécie de “Idade Média” mágica, não é incomum que ocorram mudanças como as vivenciadas no mundo com o surgimento da imprensa e isso significa uma revolução cultural. Tudo isso possivelmente levaria a um esclarecimento do não-mágico, tanto intelectualmente quanto militarmente (já que os segredos da fabricação de artefatos anti-mágicos se espalhariam) e isso poderia desencadear uma Revolução Francesa.

É apenas um campo hipotético, mas possível. O amor de Myne pela leitura poderia causar, a longo prazo, milhares de mortes. Agora eu me pergunto, Gutenberg era um fã de leitura? Será que o isekai e o truck-kun já nos atropelaram? Perguntas que não me deixam dormir.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

Problemas do (a) futuro

Somando-se ao problema de Wolf and the Ink Guild, sobre o qual Benno terá que descobrir mais, está a maquinação dos nobres. Myne levanta a inveja e espanto dos nobres, acrescentando que parece que ela foi favorecida pelo Senhor Feudal devido à sua mana abundante. Ela e aqueles ao seu redor estão em perigo, desde que sejam plebeus. Uma solução “simples”, que Karstedt a adota e se torna uma nobre, pela qual o rato estará mais protegido. Só que isso não é algo que ela quer. No momento ele tem apenas Damuel como guarda-costas. As coisas podem ser mantidas contidas até Myne completar dez anos, então as coisas vão mudar, o Sumo Sacerdote sugere.

Há mais um detalhe, o que Myne diz que sente, mas acho que isso está muito bem entendido. Agora temos dois problemas para a temporada, além dos que ela tem internamente. Esperar pelo desenvolvimento e, acima de tudo, esperar não ligar para o FBI.

©香月美夜・TOブックス/本好きの下剋上製作委員会

You may also like...