Categorias
Animes e mangás

Jun Maeda diz que não vai escrever nenhuma história de anime novamente

Duas atualizações feitas pela conta do Twitter Low_Guy (@jun_lowguy), que foi descoberta como uma conta alternativa do popular escritor e compositor Jun Maeda, que havia se retirado dos olhos do público nos últimos meses, foram compartilhadas em um fórum de comentários popular no Japão. . Como você pode remover postagens assim que souber que elas foram descobertas, nós as compartilharemos como capturas de tela. A primeira foi feita em 28 de dezembro de 2021, onde explicou o que havia acontecido com ele nos últimos meses:

Pare de escrever, saia, saia do Key/Visual Arts, livre-se desse cara para a produção, etc. Mesmo no Ano Novo e aniversários fico engasgado com comentários como esses. Este ano foi tão difícil de suportar que até pensei em me enforcar… Por enquanto, vou tentar sobreviver até fevereiro do ano que vem.”

Em um segundo post um dia depois, Maeda observou que não escreverá mais histórias, mas continuará a compor músicas: “De agora em diante, só contribuirei com músicas para projetos de anime, mas nada mais. “KAGINADO” e outros projetos foram bem recebidos por isso, e você pode aproveitar a próxima animação “Summer Pockets” sem se preocupar! Se “Heaven Burns Red” virar anime, deixo para os profissionais. Continuarei a fazer apenas trabalhos originais, como nos velhos tempos.”

Jun Maeda

Por outro lado, Jun Maeda colaborou pela primeira vez com os estúdios PAWORKS na produção do projeto multimédia Angel Beats! em 2010, seguido pelo anime original Charlotte em 2015. Maeda é reconhecido por escrever romances visuais desenvolvidos pela Visual Arts/Key, como Kanon, AIR, Clannad e Little Busters!, todos inspirados em adaptações de anime. Maeda também compôs a trilha sonora de todos os romances visuais que escreveu, bem como as músicas-tema da série Angel Beats!. e Charlotte.

Nos meses anteriores, Maeda foi creditado com a produção do anime original produzido por Key, Aniplex e PAWORKS, Kamisama ni Natta Hi (The Day I Became a God), que foi ao ar na temporada outono-2022 (outubro-dezembro). Esta produção foi duramente criticada por alguns fãs dentro e fora do Japão por um suposto “roteiro decadente”, que alguns supõem ser o motivo pelo qual ele desativou suas redes sociais por um tempo.

Fonte: Otakomu