Japão: professor do ensino fundamental é preso por espionar seus colegas de trabalho

Em 28 de janeiro no Japão, o Departamento de Polícia da Província de Fukuoka prendeu novamente um professor de 38 anos que trabalhava em período integral em uma escola primária na cidade de Yanagawa, por suspeita de ter violado a portaria contra a ordem pública (voyeurismo).

Japão

De acordo com o comunicado, entre abril e julho do ano passado, o professor teria gravado vídeos da metade inferior do corpo de duas funcionárias de 20 anos inserindo seu smartphone, que colocou no peito do pé, sob o saia cinco vezes em outra escola primária da mesma cidade onde trabalhava na época.

Em dezembro daquele mesmo ano, após ser transferido para outro centro educacional, ele foi preso por invadir esta escola primária em 18 de janeiro, e os vídeos foram encontrados nos arquivos de seu smartphone apreendido. Vendo-se encurralado de tal maneira, ele não teve escolha a não ser admitir as acusações. Esta notícia foi compartilhada em fóruns de comentários no Japão, onde inspirou opiniões divergentes:

“De certa forma, é uma preferência sexual normal. Quando li que ele era professor primário, esperava algo pior»; «Um pervertido que não é l*olicon! O que está acontecendo no mundo?”; “Este homem mostrou que nem todos os professores primários têm tendências pedófilas. Os outros teriam que agradecê-lo? tenho um conflito de opiniões”; “Este é o pervertido mais normal que li nos últimos meses”; entre outras.

Fonte: Yahoo! Notícias Japão | Japão

Copyright © 2022 読売新聞社無断転載を禁じます。 ©Yahoo Japan

You may also like...